Toda motocicleta precisa de um kit transmissão eficiente para levar sua potencia do motor transformando torque e rotação em movimento, que pode ser usando corrente, correia ou cardã. E quando falamos de kit transmissão final não podemos esquecer da relação de entrega e perda potencia na roda proporcionada por cada um.

Corrente:

 

A corrente é a mais usada em motocicletas, motivado pelo seu baixo custo e facilidade de manutenção. Sua principal vantagem é na entrega de potência  na roda, segundo especialista a perda é de  5 a 10% apenas. Composta por uma coroa pequena no eixo do motor e uma coroa maior na roda traseira, ambas interligada por um corrente formando o kit de transmissão. Conjunto feito em aço especifico, se sendo mantido os cuidados necessários como limpeza, ajuste e lubrificação pode rodar de 25.000 km até 35.000 km para ser substituída.  

Pontos positivo- Baixo custo de aquisição/manutenção, facilidade na manutenção/reposição do conjunto, baixa perda de potência.

Pontos negativos- Baixa durabilidade, Constante manutenção, Emite ruídos, Acúmulo de sujeira.

Correia dentada:

A coreia dentada é mais usada em motocicletas Custom, porém empresas ja desenvolveram também para varias motocicletas, até para pequenas trail como as Yamaha XTZ 250 Lander e Tenere. A vantagem da correia dentada, conjunto composto por duas polias interligadas com uma correia dentada, é sua vida útil e baixa manutenção chega a rodar mais de 100 mil km para troca, ocasionado perda de potencia de 10% a 15%.

Pontos positivos-  Baixa manutenção, leveza do sistema, baixo índice de ruído, alta durabilidade.

Pontos negativos-   Custo de reposição, manutenção complicada (quando necessária), esquenta em rotações superelevadas.

Eixo cardã:

O eixo cardã herdado dos automóveis pode ser encontrados em motocicletas de altas cilindradas como BMW R 1200 GS, Yamaha XTZ 1200 Super Tenere, Triumph Explorer entre outras.  O eixo cardã tem uma perda de potência que varia de 15 á 20%. 

Pontos positivos-  Livre de manutenção, sistema limpo, baixo índice de ruído, suavidade do sistema, alta durabilidade.

Pontos negativos- Custo de reposição, manutenção complicada (quando necessária), perda de potência, dificuldade para troca de pneu.